Morre a ex-deputada federal Myriam Portela aos 87 anos

Dona Myriam estava internada com pneumonia em hospital particular de Teresina

Dona Myriam com a filha, deputada federal Iracema Portela

Dona Myriam com a filha, deputada federal Iracema Portela Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

A ex-deputada federal e ex-primeira-dama do Piauí, Myriam Nogueira Portela Nunes, faleceu no começo da tarde desta terça-feira (7), em hospital particular de Teresina, aos 87 anos, vítima de pneumonia. Dona Myriam Portela era esposa do ex-governador e ex-senador Lucídio Portela e mãe da deputada federal Iracema Portela.

A assessoria da deputada Iracema Portela (PP-PI) revelou que não vai haver velório e nem cortejo fúnebre até o cemitério, apenas uma cerimônia de despedida fechada, restrita aos familiares por conta das medidas de isolamento social imposta pelos decretos estaduais e municipal.

Myriam Portela foi a primeira piauiense a assumir uma cadeira na Câmara Federal, tendo participado da Assembleia Nacional Constituinte, que elaborou a Constituição Federal de 1988. Em 1988, foi candidata a prefeita de Teresina pelo PDS e depois migrou para o PSDB onde chegou a presidir o partido na capital.

Defensora das causas sociais e dos direitos da mulher, Myriam integrou a ala feminina do PSDB nacional e em 2018 recebeu o Prêmio Bertha Lutz, concedido pelo Congresso Nacional às deputadas constituintes.


Senador

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) lamentou a morte de Myriam Portela em publicação no Instagram:  "O Piauí hoje se despede de uma das suas mais importantes pessoas públicas, Myriam Nogueira Portela, cujo trabalho a manterá viva para sempre. Uma grande mulher e uma notável pessoa pública, Myriam Portela foi deputada constituinte e sua participação na elaboração da Constituição de 1988 contribuiu para direitos sociais e avanço em políticas públicas fundamentais. Sua formação humanística e a disposição de agir com amor ao próximo e solidariedade, fizeram dela também uma excepcional criatura humana, com grandes e destacáveis virtudes", escreveu o senador, que era genro da ex-deputada constituinte.



Nota do Governo do Estado

"O Governo do Estado do Piauí manifesta profundo pesar e decreta luto oficial de três dias pelo falecimento da ex-deputada federal, Myriam Nogueira Portela Nunes, mãe da deputada federal Iracema Portella, nesta terça-feira (7). Myriam Nogueira Portela Nunes foi a primeira mulher piauiense a ser eleita como deputada federal, em 1986, e integrou a Assembleia Nacional Constituinte, que elaborou a Constituição Federal de 1988. Neste momento de luto, o Governo do Estado do Piauí presta condolências aos familiares, amigos e à sociedade piauiense".


Nota da Prefeitura

"O prefeito de Teresina, Firmino Filho, decretou luto oficial de três dias pelo falecimento de Myriam Portela, na tarde desta terça-feira. Sempre a frente do seu tempo, Myriam foi a primeira mulher a ser eleita deputada federal pelo Piauí, ainda em 1986, integrando ainda a bancada constituinte. Ainda na vida pública, ela comandou vários cargos importantes, entre eles a Secretaria de Ação Social e Cidadania e o Serviço Social do Estado. Uma grande figura pública que prestou relevantes serviços no Estado. Esposa do ex-governador Lucídio Portela, Myriam também é mãe da deputada federal Iracema Portela. Ela deixa saudades e um legado a favor de Teresina e a todo o Estado do Piauí. Aos familiares e amigos, prestamos todo o nosso apoio e solidariedade nesse momento de luto e dor".


Fonte: Paulo Pincel

Dê sua opinião: