Campus da UESPI de Bom Jesus funciona apenas um turno

Campus da UESPI de Bom Jesus funciona apenas um turno

Os alunos da UESPI campus Dom José Vasquez, localizada na cidade de Bom Jesus, denunciaram a situação da Universidade no primeiro dia de sabatina com candidatos a governador, realizado na sexta-feira, 28. Na oportunidade foram levantados problemas como a falta de transporte para os alunos e o desuso do campus, que têm aulas apenas no período noturno. A sabatina contou com aproximadamente 90 pessoas, sendo escolhidas cinco previamente definidas para discutirem com o candidato a governador Valter Alencar (PSC) temas sobre a instituição, sendo o assunto mais abordado os problemas enfrentados pelos estudantes no campus. A acadêmica Larissa Chaves é natural de Redenção do Gurgueia, cidade localizada a 60 quilômetros de distância de Bom Jesus, revela que os alunos precisam alugar um ônibus para irem à Universidade, pois não existe amparo do transporte universitário. “Muitas pessoas vêm de Redenção para estudar aqui. Como não tem ônibus que nos traga até a universidade, temos que fretar um pagando individualmente a taxa de R$200. E isso ocorre com muitos que moram em outras cidades vizinhas”, declarou. A estudante Malissa Freitas comenta que um dos principais problemas no Campus é o desuso do local, que funciona apenas no período noturno e aos sábados. “Fico triste ao ver a universidade passar o dia todo sem aula, chega a ser vergonhoso. Poderia ter cursos durante o dia também, abrindo mais espaço para as pessoas estudarem”, comentou. Problemas com os professores foi a reclamação da aluna Gisele Santos, que se sente prejudicada pela falta de docentes efetivos. “No meu curso só tem um professor efetivo, os demais são substitutos, o que prejudica algumas atividades de pesquisa e extensão”, apontou. Após a sabatina, Valter Alencar realizou um passeio pelo campus, conversando com os alunos sobre os problemas relatados. Ele considerou a situação enfrentadas por eles como vergonhosa, sendo necessária maior atenção ao campus. “Uma universidade como essa não pode funcionar apenas um período. Se eleito, trarei mais cursos para o campus, incentivarei a realização de concursos para professores, além de melhorar a estrutura, para que os estudantes de Bom Jesus e região possam ter um ensino superior com dignidade”, finalizou.

Dê sua opinião: