Poderes

Wellington Dias firma acordo e PSB consolida adesão ao Governo do Estado

Acordo entre o ex-governador Wilson Martins foi celebrado na manha desta quinta-feira, no gabinete da residência oficial do governador Wellington Dias

Wellington Dias firma acordo e PSB consolida adesão ao Governo do Estado

Wellington Dias firma acordo e PSB consolida adesão ao Governo do Estado Foto: Parlamentopiauí/Montagem

O governador Wellington Dias (PT) se reuniu na manhã desta quinta-feira (15), com o ex-governador Wilson Martins (PSB). No encontro, foi consolidada a adesão do PSB à base de sustentação política do Governo do Estado.

Em entrevista concedida à TV Meio Norte, o ex-governador Wilson Martins afirmou que o PSB fará a indicação de um nome para ocupar a secretaria estadual da Defesa Civil. A pasta hoje tem como gestor Geraldo Magela Barros Aguiar.

“Já tive uma bonita caminhada com Wellington. Construímos muitas coisas para o estado. Estamos com toda à disposição pra ajudar na gestão com nossa experiência. Vamos ajudar a construir um Piauí melhor. Não tenho dificuldade em reconstruir esse caminho, disse Wilson Martins.

O governador Wellington Dias destacou que a aliança tem como objetivo: “Unir forças e experiências para o desenvolvimento do nosso estado. O PSB tem líderes destacados e ficamos muito felizes com essa retomada da aliança”, pontuou o governador.

Também participaram do encontro o ex-deputado estadual Rubens Martins e o vice-prefeito de Teresina, Robert Rios, que acumula o cargo de secretário municipal de finanças. O encontro também também contou com a participação virtual do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira.

A reaproximação entre os dois partidos traz um conflito quanto a permanência de um dos principais membros do PSB, o deputado estadual Gustavo Neiva, que faz oposição ao Governo do Estado do Piauí. Com a aliança entre PSB e Partido dos Trabalhadores, a expectativa é que Gustavo Neiva deixe o PSB e se filie ao Progressistas no ano de 2022, durante a abertura da janela partidária.

Dê sua opinião: