Candidato Fábio Sérvio denuncia ser perseguido pelo Governo Wellington Dias

Candidato Fábio Sérvio denuncia ser perseguido pelo Governo Wellington Dias

Por Marcelo Rocha O candidato a governador do Piauí, pelo PSL, publicitário Fábio Sérvio, declarou que é perseguido pelo Governo Wellington Dias. A denúncia foi feita durante entrevista na TV Meio Norte, nesta terça-feira. Segundo ele, o governo estadual tem perseguido o seu veículo de comunicação, o jornal Diário do Povo, por causa das inúmeras denúncias que foram publicadas no impresso. Candidato afirma que a perseguição surgiu devido as denúncias do Diário do Povo Fábio Sérvio lembrou que o Diário do Povo foi o primeiro veículo da imprensa piauiense a denunciar os desvios dos recursos dos transportes escolares ocorridos na Secretaria Estadual de Educação (Seduc). E citou, também, que o jornal revelou que o Grupo JBS havia repassado dinheiro para o PT do Piauí. Segundo o candidato a governador do PSL, essas e outras denúncias publicadas no Diário do Povo fez com que o governador Wellington Dias determinasse que seus assessores perseguissem o jornal Diário do Povo. Ele disse que essa perseguição fez com que o seu veículo de comunicação venha passando por uma crise financeira muito forte que até tem tido dificuldades para pagar os salários dos funcionários. “Eu não aceitei receber os R$ 1,7 milhão que a Meio Norte recebe hoje. Porque eu luto contra a corrupção. Porque eu não aceitei manipular pesquisas (eleitorais), porque quem paga as pesquisas aqui (Meio Norte) é o Governo do Estado do Piauí. Por tudo isso, por tudo isso, por falar a verdade é que eu sou perseguido. Mas eu deito no meu travesseiro, a noite, com tranquilidade. Eu estou fazendo a minha missão para esse estado do Piauí”, declarou Fábio Sérvio.

Dê sua opinião: