Câmara dos Deputados

Merlog cobra esclarecimento sobre parceria do Brasil com o bilionário Elon Musk

Deputado questiona as motivações para o Brasil recorrer ao privado para atuação em setor Setoir crítico e estratégico

Deputado federal Merlong Solano (PT-PI)

Deputado federal Merlong Solano (PT-PI) Foto: Assessoria parlamentar

O deputado federal Merlong Solano (PT) apresentou um requerimento na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) da Câmara Federal solicitando a convocação do ministro das Comunicações, Fábio Faria, para prestar esclarecimentos a respeito da parceria anunciada pelo governo federal no último dia 20 de maio, com o bilionário sul-africano Elon Musk (dono das empresas SpaceX, Starlink e Tesla), para lançar um programa de "monitoramento ambiental" de queimadas e desmatamento da Amazônia.

No documento, o deputado questiona as motivações do governo brasileiro ao recorrer a uma empresa privada para atuação em setor tão crítico e estratégico e afirma que os parlamentares precisam analisar com extrema atenção, o “acordo” anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro entre o governo brasileiro e o empresário Elon Musk. De acordo com Merlong, ainda não foram divulgadas informações mais sólidas a respeito da parceria e o Brasil já tem Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) atuando de forma bastante eficaz no monitoramento da região amazônica.

“Eles anunciaram o lançamento de um programa de internet via satélite que pretende conectar 19 mil escolas em áreas rurais e promover um monitoramento ambiental mais tecnológico na Amazônia. Precisamos saber qual o conteúdo exato da parceria anunciada, especificamente no que se refere aos temas da conectividade das escolas e do monitoramento via satélite na região da Amazônia. Precisam explicar qual a previsão orçamentária, qual será o processo licitatório para a efetivação das iniciativas, quais as salvaguardas previstas em relação à possível comercialização e vazamento de dados estratégicos da Amazônia, dentre várias outras questões”, pontuou o petista.

Fonte: Assessoria parlamentar

Dê sua opinião: