Alepi

Juiz Múccio Miguel Meira recebe título de cidadão piauiense na Assembleia Legislativa

A homenagem ao magistrado baiano foi proposta pelo deputado Henrique Pires

Juiz Múccio Miguel Meira com Henrique Pires e Franzé Silva

Juiz Múccio Miguel Meira com Henrique Pires e Franzé Silva Foto: ALEPI

O juiz Múccio Miguel Meira, natural da cidade de Brumado, na Bahia, recebeu na manhã de hoje (17), na Assembleia Legislativa do Piauí, no Plenário Waldemar Macêdo, o título de cidadão piauiense . A proposição é do deputado Henrique Pires (MDB).


Henrique Pires em seu discurso parabenizou o homenageado e a todos os presentes e ressaltou que é de costume dar o título de cidadania para algumas figuras que abrilhantam o estado do Piauí. “Doutor Múccio é aquele que está morando aqui, que tem um serviço prestado como servidor público, um serviço único. Normalmente o juiz é aquele homem sisudo e distante da população, mas no caso dele, não, um juiz que mesmo sério tem o apelo da defesa do mais humilde, respeitando as leis. Ele também é querido por toda comunidade, não só por aqueles que fazem o judiciário”, afirmou


O parlamentar ressaltou que Múccio Miguel Meira como juiz eleitoral, participou de todas as eleições que ocorreram desde 2010, em especial tendo conduzido as eleições de 2018, 2020 e 2022 em Campo Maior na 7° Zona. Em 15 anos de magistratura no Piauí, realizou mais de 15 mil audiências, mais de 250 júris populares, 3000 mil casamentos, incluindo os comunitários; além de um um número incalculável de sentenças. Presidiu sete eleições, algumas delas em cidades com histórico de conflitos e desordem, porém impondo sempre a paz e o apaziguamento em todas elas.


O homenageado disse que são 15 anos de trabalho, já fez muitos casamentos comunitários, muitas audiências. “ Fazia casamentos toda semana, às quartas feiras e no final quando você vai fazer as contas, toma um susto pela quantidade de casamentos , audiências e sentenças realizados”, concluiu. Disse ainda que desde pequeno falava que um dia seria juiz e, lembrou inclusive que ele escreveu aos 10 anos de idade uma carta dizendo que ia estudar muito, que seria juiz e iria morar no Piauí.


Fizeram parte da mesa de honra, Maurício machado,Presidente da Associação dos Magistrados Piauienses – Amapi, Valdemir Ferreira dos Santos, Juiz auxiliar da Presidência do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí,representando - TRE Piauí , a Dra Deyse Marques ,Defensora Pública Representando defensora pública geral,Sr. Orlando Aires,Presidente da comissão de informática da OAB- Piauí ,representando OAB-Piauí, Dr. Augusto Pereira filho presidente da oab de campo maior, Catarina Alves Marinho ,esposa do homenageado, Jeovana Cristina Marinho Carmo.

Fonte: ALEPI

Dê sua opinião: