Hospital de Picos terá reforma concluída em março

O deputado Pablo Santos considera que a conclusão das obras é uma necessidade urgente para a população

Uma vistoria foi feita por equipes do Ministério Público do Trabalho e do Conselho Regional de Medicina

Uma vistoria foi feita por equipes do Ministério Público do Trabalho e do Conselho Regional de Medicina

Com o objetivo de dar celeridade na conclusão das obras de reforma e ampliação do Hospital Regional Justino Luz, em Picos, a Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (FEPISERH), recebeu, na sexta-feira (7), engenheiros da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), membros do Ministério Público do Trabalho (MPT) e equipe do Conselho Regional de Medicina (CRM). Durante a visita, foram abordados os pontos necessários para conclusão dos trabalhos, tendo como foco principal, a construção da subestação para o fornecimento de energia que contemplará a parte reformada da unidade.

Representantes das empresas responsáveis pelos serviços participaram da vistoria. Fundação e Sesapi estabeleceram junto ao Ministério Público do Trabalho e CRM, como prazo, até o fim de março para que tudo seja entregue em pleno funcionamento.

A reforma está em fase de conclusão no pronto socorro e ala B, onde essas duas contemplarão cerca de 60 leitos, além do Centro de Parto Normal (CPN), que contemplará mais 10 leitos e duas salas do centro cirúrgico. Todos os setores em reforma receberão equipamentos e mobiliários novos.

O diretor técnico do Hospital Justino Luz, Paulo Moura, avaliou como positiva a reunião. “Com determinação e empenho de todas as partes envolvidas, vamos beneficiar ainda mais o atendimento da população. Esse será um grande avanço para saúde na região e no Piauí”, pontuou Moura.

Para a diretora-geral do hospital, Samara Sá, a meta da atual gestão é receber as obras prontas e funcionar em sua total capacidade. “Hoje estamos funcionando apenas com 90 leitos, mas com a conclusão de toda a reforma, passaremos para 150 leitos, além de novos equipamentos, hospital climatizado, assim prestando uma melhor assistência aos nossos pacientes”, avalia a diretora.

O presidente da Fundação Hospitalar do Estado, Pablo Santos, ressalta que a conclusão das obras é uma necessidade urgente para região. “A entrega do novo hospital vai trazer uma melhoria para saúde de toda macrorregião de Picos, que tem uma demanda crescente e recebe pacientes de mais de 42 municípios. Serão mais serviços oferecidos, mais capacidade de acolhimento e otimização no atendimento. É uma enorme conquista para toda população e para o estado”, comenta o gestor.

Fonte: CCom

Dê sua opinião: