Alepi

Herique Pires afirma que população passa sede no interior do Piauí

O parlamentar afirma que há má gestão de recursos federais liberados para prefeituras

Deputado emedebista Henrique Pires

Deputado emedebista Henrique Pires

Ex-presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) com histórico do maior volume de recursos destinados ao setor de abastecimento, especialmente na zona rural, o deputado Henrique Pires (MDB) levanta a necessidade de mais responsabilidade e maior fiscalização nas obras que levam água para as comunidades e foram executadas com recursos federais. Uma das situações de má gestão mais recentes, levantadas por Henrique Pires, acontece no município de Bonfim do Piauí a 556 km de Teresina, no semi-árido piauiense.

O descaso com o gerenciamento dos sistemas deixa as populações da zona rural e urbana sem abastecimento. “Há um caso onde abriram uma estrada levando todos os canos da obra de abastecimento que havia no local”, cita o parlamentar.  No município foram investidos, recursos da Funasa durante a gestão do deputado, pouco mais de R$ 4 milhões para levar água às localidades.

Os investimentos foram realizados ainda na gestão da ex-presidente Dilma Roussef, dentro do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). A população das localidades Sussuapara, Lago do Laranajo, Alto Alegre e no bairro Conceição estão passando necessidade de água com os sistemas abandonados e destruídos. Os convênios foram formulados na gestão municipal anterior. A falta d’água em Bonfim do Piauí, mesmo com um lençol subterrâneo abundante, é um grave problema. Recentemente o município foi incluído no decreto que reconhece a situação de calamidade pública em decorrência da seca.Em contraponto a Bonfim, nos municípios de Jurema e Avelino Lopes, que possuem convênios do mesmo período a situação é outra. Nas duas cidades as obras de abastecimento que já foram concluídas estão sendo bem gerenciadas. “Em Avelino Lopes não se sabe mais o que é um carro-pipa. E a atual prefeita não vota comigo, mas está dando continuidade a um trabalho importante para o povo”, desabafa o deputado.

Segundo o parlamentar, em Jurema, estão em andamento sete projetos para atender mais comunidades e lá também as obras estão tendo o devido respeito.

Em 2017, no governo Temer, durante a gestão de Henrique Pires na Funasa, 17% do valor total de investimentos do órgão foram alocados para o Piauí para abastecimento e saneamento.
“Foi o maior percentual de investimentos que o Estado já teve na história da Funasa e hoje para gente ver estas obras sendo destruídas e mal gerenciadas é uma situação que doi porque é um desrespeito com o dinheiro público e com o cidadão que precisa de água pra viver”, afirma.  

Henrique Pires apresentou junto a Assembleia com pedido de providências por parte do Ministério Público Federa, Ministério Público do Estado, Agespisa e outros  órgãos para que providências em Bonfim do Piauí e em outras cidades sejam tomadas.

Fonte: Assessoria Parlamentar

Dê sua opinião: