Alepi

Henrique Pires visita terrenos onde serão construídos hospitais da Mulher e do Idoso

O terreno fica bem localizado na zona Sul, perto da Avenida Getúlio Vargas e do HUT,

Deputado estadual Henrique Pires (MDB)

Deputado estadual Henrique Pires (MDB) Foto: Alepi

O deputado estadual Henrique Pires (MDB) e o prefeito de Teresina, José Pessoa Leal, estiveram na manhã de terça-feira (13) visitando uma área na zona Sul da capital onde deverão ser construído os hospitais da mulher e do idoso, duas propostas de campanha do prefeito e que foram incorporadas pelo parlamentar na condição de engenheiro.

O terreno fica localizado na zona Sul, perto da Avenida Getúlio Vargas, o que facilita o acesso ao Hospital de Urgência de Teresina. “Eu andei em cinco capitais vendo as experiências que foram feitas nos vários estados. A de Pernambuco foi a que achei melhor e estamos nos baseando nesse exemplo para construir a partir desse ano para o ano que vem o Hospital do Idoso e o Hospital da Mulher”, disse o prefeito Dr. Pessoa.

Henrique Pires explicou que visitava o local não apenas como deputado, mas também como engenheiro, como uma pessoa que deixou portas abertas em Brasília enquanto presidiu a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e que tem diversos amigos em posições importantes na capital federal capazes de ajudar na liberação de recursos para Teresina.

“Com as bênçãos de Deus e de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro nós vamos conseguir ainda este ano liberar os recursos para essas obras fundamentais para nossa Teresina. Vamos lançar o edital nos próximos meses”, previu o deputado.

O presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque, eligiou o local escolhido para as obras. “É o cruzamento de avenidas e BRs, onde os deslocamentos acontecem mais rapidamente. E tem a importância de ser próximo ao HUT, o que é um ponto de referência hospitalar ficando próximo é muito melhor”, referenciou.

O superintendente de média e alta complexidade da Secretaria de Saúde do Estado, Alderico Tavares, também presente na visita, afirmou que serão 150 leitos para o atendimento a mulheres, o que vai ajudar muito pois a única referência em Teresina é a Maternidade Dona Evangelina Rosa, que tem mais de 40 anos, e uma nova maternidade só deverá ser entregue no final do ano.

Fonte: Assessoria parlamentar

Dê sua opinião: