PODER

Themístocles sai do páreo e acirra disputa pela vaga de conselheiro do TCE-PI; Veja!

Presidente da Alepi aceita ser o vice na chapa de Rafael Fonteles a governador em 2022

Plenário da Assembleia Legislativa do Piauí

Plenário da Assembleia Legislativa do Piauí Foto: Thiago Amaral/Alepi

Dois assuntos agitaram os batidores políticos do Piauí nesta terça-feira (6), data que marca um ano da morte prematura do deputado federal Assis Carvalho, do PT, lembrado em discursos pelos deputados petistas João de Deus e Francisco Lima, hoje na Assembleia Legislativa: a sucessão de Wellington Dias em 2022 e a escolha do substituto do conselheiro Luciano Nunes no Tribunal de Contas do Estado. Pelo menos seis nomes já estão na disputa... e a fila só aumenta.

O MDB confirmou a indicação do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, para compor com o atual secretário de Estado da Fazenda - e homem da confiança do governador Wellington Dias -, Rafael Fonteles, a chapa chapa ao governo o ano que vem.

"Eu já disse para o meu partido que aceito[...] Esse convite só vai acontecer em janeiro do próximo ano", desconversou o presidente Themístocles Filho, em entrevistam na tarde de hoje na TV Cidade Verde (SBT).

Themístocles Fiho falou sobre outros assuntos:

Eleição para deputado estadual em 2022:
"Quanto mais candidatos, melhor para o  partido. O Jeová tem possibilidade real de, só na capital ter mais 20 mil votos. Ele tem possibilidades reais... se der tudo errado o MDB faz 10 deputados estaduais”.

Eleição do novo conselheiro do TCE-PI
"Eu acredito que o novo conselheiro vai sair dos 30 parlamentares. Eu acredito, a não ser que mude muita coisa até lá"
A eleição do novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estadofoi o outro assunto que dominou as conversas nesta terça-feira. Há pelo menos seis nomes lançados na Assembleia Legislativa na disputa pela cadeira do ex-deputado estadual e hoje conselheiro Luciano Nunes no Plenário do TCE-PI: Flora Izabel, Franzé Silva e Ziza Carvalho, pelo PT; Flávio Nogueira Júnior (PDT), Wilson Brandão (PP) e Zé Santana.



Entrevista
O deputado Zé Santana acredita que já tem três votos do MDB e vai buscar a eleição junto a outras siglas. Ele conversou com os jornalistas antes da sessão. E assumiu que deseja muito ser conselheiro do TCE-PI; que não há, neste momento, a possibilidade de um consenso para escolha de um nome entre os 30 deputados. Todos que estão na disputa querem se eleger.

Deputado estadual Zé Santana (MDB)
Foto: Paulo Pincel 

Fonte: Redação

Dê sua opinião: