PODER

Teresina está com 100% de ocupação de leitos em hospitais públicos e privados

Pelo menos 43 pacientes aguardam vaga em Unidade de Terapia Intensiva na capital

A crescimento no número de casos confirmados da Covid-19 está preocupante

A crescimento no número de casos confirmados da Covid-19 está preocupante

O presidente da Fundação Municipal de Saúde, médico Gilberto Albuquerque, admitiu, na manhã desta quinta-feira (11), que a situação em Teresina é “dificílima”, com a fila crescente esperando por leitos de UTI. Pelo menos 43 pessoas aguardam vaga em Unidade de Terapia Intensiva na capital. Todos os hospitais da rede pública e privada em Teresina estão com 100% de ocupação. Até pessoas que têm plano de saúde não estão conseguindo vagas para internação.

A FMS alerta para o aumento das mortes e de infectados pela Covid-19 durante todo o mês de março, situação que poderia ser pior se medidas emergenciais não tivessem sido adotadas, como a compra de equipamentos para instalação em Unidades Pronto Atendimento (UPAs).

“A gente percebeu que a doença teria essa curva ascendente no final de fevereiro e durante todo o mês de março, daí nós tomamos a iniciativa de buscar equipamentos de UTI no mercado, junto ao Ministério da Saúde e montamos em média dez leitos com equipamentos de UTI nas UPAs. Elas não podem ter UTI, mas salas de estabilização avançada e isso é o que tá permitindo que a gente mantenha esses pacientes vivos aguardando UTI”, revelou Giberto Albuquerque.   

Fonte: FMS

Dê sua opinião: