PODER

Regina reúne núcleo de governança para avaliar um mês de gestão: serão dias difíceis

Foi a segunda reunião da Comissão de Gestão Financeira e Gestão por Resultados do governo

Reunião da  Comissão de Gestão Financeira e Gestão por Resultados

Reunião da Comissão de Gestão Financeira e Gestão por Resultados Foto: Ascom/Sefaz

A governadora Regina Sousa participou, na manhã desta quinta-feira (26), da segunda reunião da  Comissão de Gestão Financeira e Gestão por Resultados (CGFR), na Secretaria de Estado da Fazenda, para avaliar a atual situação da administração pública neste primeiro mês de governo.

Mais cedo, a governadora comentou a aprovação do texto-base da proposta que limita a 17% a aliquota do ICMS cobrado pelos estados sobre energia e combustíveis.

"Nós só queremos condições de sobrevivência no ano dentro do que planejamos de arrecadação, todo orçamento é feito dentro da previsão de arrecadação, seja no Governo Federal, Estadual ou Municipal. A previsão é que o estado tenha uma perda de aproximadamente R$ 600 milhões com essa aprovação é impossível repor isso”, previu Regina Sousa.

Participaram da reunião  da CGFR, os secretários de Governo, Antonio Neto; de Fazenda, Antonio Luíz; de Administração e Previdência, Ariane Benigno , e de Planejamento Rejane Tavares, além da controladora-geral do Estado, Maria do Amparo Esmério, e de técnicos das secretarias que integram o chamado "núcleo de governança”.




A governadora voltou a recomendar austeridades e celeridade nos processos para o cumprimento de metas e  prioridades definidas na primeira reunião, no dia 1º deste ano, ou seja, um dia depois de assumir o Governo do Estado.

Redução do IMCS

A previsão é de dias difíceis para as finanças de estados e municípios, após a aprovação pela Câmara dos Deputados do limite de 17% para a aliquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre combustíveis, energia, telecomunicações e transportes.

Fonte: Paulo Pincel

Dê sua opinião: