PODER

PiauiPrev lança prova de vida digital para aposentados e pensionistas na 5ª feira

A prova de vida será feita exclusivamente por meio digital através do aplicativo Meu RPPS

Banner do Programa Prova de Vida, da Fundação Piauí Previdência

Banner do Programa Prova de Vida, da Fundação Piauí Previdência Foto: CCom

O Governo do Estado do Piauí, por meio da Fundação Piauí Previdência (PiauiPrev), que administra o Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) dos servidores públicos estaduais, lança, nesta quinta-feira (1º), às 8h30, com a presença da vice-governadora Regina Sousa, o Programa Prova de Vida 2021. O programa vai convocar todos os servidores inativos, militares da reserva e pensionistas, para realizarem a prova de vida digital. A prova de vida está prevista na Lei estadual nº 7.311/2019, aprovada no bojo da reforma previdenciária de 2019, e visa evitar fraudes aos cofres da Previdência.

Assim como acontece com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em nível nacional, no Piauí, a prova de vida é um procedimento anual e obrigatório. É por meio dele que o Estado sabe se o inativo ou pensionista está vivo, já que estes beneficiários, justamente por não estarem em atividade, não possuem contato rotineiro com a Secretaria dA Administração Estadual, órgão responsável pela gestão dos servidores ativos.

“A prova de vida evita que alguém, após a morte do aposentado ou pensionista, fique recebendo o benefício no lugar deste, causando custos ao erário por meio de uma fraude, já que o benefício é pessoal e intransferível”, afirma Ricardo Pontes, presidente da PiauíPrev.

O presidente da Fundação Piauí Previdência, Ricardo Pontes
Foto: Divulgação


Devido à pandemia, a prova de vida será feita de forma exclusivamente digital, através do aplicativo “Meu RPPS”, que pode ser baixado na loja de aplicativos do celular. Após instalar o aplicativo e selecionar estado do Piauí, o segurado deverá cadastrar-se e criar uma senha de acesso, informando alguns dados preliminares a fim de garantir a segurança.

A partir disso, o beneficiário deverá acessar o menu referente à prova de vida, na tela inicial, e seguir os passos solicitados: enviar fotografia de um documento de identidade oficial (frente e verso), registrar uma captura de movimento através da câmera do celular e, por fim, tirar uma selfie (autorretrato) e enviar. A comprovação digital será realizada por meio da validação da biometria facial, devendo o beneficiário acompanhar o resultado por meio do próprio aplicativo.

Em apenas cinco minutos, o usuário consegue fazer os procedimentos e concluir a prova de vida. O aplicativo é capaz de processar a prova de vida em até trinta minutos, quando o segurado poderá consultar o resultado no mesmo menu. Nos casos em que não houver confirmação automática, poderá demorar um pouco mais o retorno. O aplicativo “Meu RPPS” foi desenvolvido a partir de parceria técnica entre a PiauíPrev e empresa Agenda Assessoria.

Caso o usuário não consiga fazer a prova de vida pelo aplicativo, ele poderá entrar em contato com a PiauíPrev pelo número do WhatsApp 86 99498-8195 ou enviar um e-mail para [email protected] É importante lembrar que a não realização da comprovação de vida importará na suspensão do benefício.

A prova de vida será feita seguindo um cronograma. Para os beneficiários que fazem aniversário nos meses de janeiro a abril, a prova de vida será realizada no período de 1º a 31 de julho. Os que aniversariam de maio a agosto, deverão fazer o procedimento de 1º a 31 de agosto. Já os aniversariantes de setembro a dezembro, precisam comprovar a vida de 1º a 30 de setembro.

Hoje, a PiauíPrev paga cerca de R$ 178 milhões em 44 mil benefícios, sendo 34 mil aposentados e 10 mil pensionistas. Nesta primeira etapa, precisam fazer a prova de vida os inativos e pensionistas ligados ao Poder Executivo e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). Os que recebem benefícios através da Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça e Ministério Públicos poderão fazer o procedimento em novembro, após regulamentação por meio dos seus órgãos.

Fonte: Fundação PiauíPrev

Dê sua opinião: