Governador lamenta recorde mortes por Covid-19: 29 em 24h

"Se você ou pessoa próxima tiver sintoma, procure o médico pra gente evitar óbito... pelo amor de Deus”

Governador Wellington Dias durante transmissão ao vivo nesta terça-feira (2)

Governador Wellington Dias durante transmissão ao vivo nesta terça-feira (2)

Depois do Piauí registrar o recorde de mortes por Covid-19 em um dia: foram 29 óbitos na quinta-feira (2), o governador Wellington Dias apelou aos piauienses “pelo amor de Deus” para que busquem atendimento médico logo nos primeiros sintomas da infecção pelo novo coronavírus.

Ontem, o Piauí registrou mais 1.069 infectados, elevando para 24.376 casos confirmados de Covid-19. Foram 726 óbitos pela doença desde março, quando o Piauí entrou para as estatísticas da pandemia.



"Ontem, infelizmente, tivemos o pior dia dessa pandemia na área de óbitos. Foram 29 óbitos. 29 pessoas, seres humanos, pessoas que têm família, que têm história que perdemos para o coronavírus”, lamentou o governador.

Wellington Dias advertiu que é preciso que as pessoas procurem atendimento médico ao perceber os primeiros sintomas da doença. “Chamo atenção que chegamos a 726 óbitos no estado do Piauí. Porque estou aqui hoje conversando com você? Dialogando com os diretores de hospitais e equipes de UTI vimos que estamos com um problema grave. Pessoas estão chegando na rede hospitalar depois de ficar em casa doente. Aguardam piorar e chegam no hospital em situação já grave. Esse vírus é violento, ele atinge o pulmão e atinge numa velocidade muito grande. Por isso, tendo sintomas como tosse, febre, nos primeiros sintomas, é não ter dúvida e procurar um médico. Através do Monitora Covid”, recomendou.

No vídeo divulgado nesta sexta-feira (3), Wellington Dias pediu que as pessoas procurem ajuda, inclusive pelo Monitora Covid, para diminuir o risco de óbito. “Tratando cedo a gente consegue vencer o coronavírus. Se você ou pessoa da sua proximidade tiver sintoma procure o médico pra gente evitar óbito... pelo amor de Deus”.

Fonte: Paulo Pincel

Dê sua opinião: