PODER

Dr. Pessoa cobra do contribuinte a conta do reajuste dados aos servidores municipais

Prefeitura de Teresina dá com uma mão e tira com a outra: IPTU aumentou 10,4%

Prefeito de Teresina, Jose Pessoa Leal, o Dr. Pessoa

Prefeito de Teresina, Jose Pessoa Leal, o Dr. Pessoa Foto: PMT

O prefeito de Teresina, José Pessoa Leal (Republicanos) vai cobrar do contribuinte a conta do reajuste dado aos servidores públicos na semana passada, quando o rolo compressor do Palácio da Cidade aprovou, em menos de 24h, o projeto encaminhado à Câmara Municipal concendendo um reajuste linear de 10,5% para os servidores ativos e inativos do município.

A Prefeitura de Teresina dá com uma mão e tira com a outra. O prefeito  vai anunciar, na próxima semana, os novos valores do IPTU na capital, com um percentual de reajuste de 10,4%, com o vencimento da primeira cota para o dia 30 de junho deste ano. Teresina tem 99 mil isentos e cerca de 240 mil pagantes.

O secretário executivo da Secretaria municipal de Finanças, Eduardo Lima, comentou os novos valores. “Temos todo um cronograma, onde as pessoas poderão pagar o IPTU através da internet, agora depois do dia 11. Receberão a partir de junho o carnê em casa. Quem for pagar à vista, com desconto de 7% é só até o dia 30. Quem não pagar à vista, paga a primeira parcela no dia 30 de junho, e as outras parcelas nos meses subsequentes”.




Além do IPTU, a Taxa de Serviços de Coleta, Transporte e Disposição Final de Resíduos Sólidos (TCRT) e a Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública (COSIP) também sofreram um reajuste de 10,4%.

“O IPTU é reajustado de acordo com o IPCA, que está previsto no nosso código tributário. Tanto que o reajuste no ano anterior foi de 5% porque a inflação no ano anterior foi nesse valor, em 2021 o apurado foi de 10,4%, então a gente não chama nem de reajuste, é uma atualização prevista no código tributário do nosso município”, disse Eduardo Lima.

Em Teresina, tem isenção os donos de imóveis com valor abaixo de R$ 52 mil, onde 99 mil são isentos na capital. Outros 240 mil precisam fazer o pagamento do imposto, mas segundo o secretário, devido a algumas leis específicas, mais pessoas podem conseguir a isenção.

“A prefeitura envia esse comprovante de isenção para o cidadão que tem um imóvel apenas no valor inferior a R$ 52 mil, onde recebe a carta de quitação e isenção. Os outros imóveis, que são 240 mil pagantes, alguns se enquadram em isenção por lei específica, que são os imóveis do Centro, que tem a lei específica do tombamento, e outros imóveis que as pessoas podem requerer por questão de saúde, mas essa isenções não são automáticas, é preciso abrir um  processo no Teresinense Digital e dar entrada com seus comprovantes”, concluiu Eduardo Lima.

Fonte: PMT

Dê sua opinião: