Vereador propõe sistema de regulação unificada na saúde


A Câmara Municipal de Teresina foi palco de uma audiência pública que aconteceu na manhã desta quarta-feira (05) com o objetivo de resolver problemas inerentes a assistência hospitalar.

Segundo o vereador Dr. Lázaro Carvalho (PPS), o intuito é tentar dar agilidade e fugir da burocracia no caso de pacientes com alta permanência hospitalar, bem como a comunicação entre os hospitais para a transferência desses pacientes para hospitais que tem a capacidade de tratar casos de alta complexidades.

O vereador Dr. Lázaro ficou otimista com os resultados tirados da audiência pública

“Essa observação surgiu diante de várias visitas nossas principalmente no Hospital de Urgência de Teresina, onde observamos essa necessidade. O Hospital Universitário tem uma ótima estrutura física, mas padece de material humano. Os pacientes são super bem atendidos, mas para conseguir esse atendimento é uma grande dificuldade. A saúde especializada da nossa capital é um problema crônico. Pacientes, por exemplo, com infarto ou doenças neurológicas, não podem esperar. Precisamos de agilidade nesse processo”, afirmou o vereador.

Segundo Dr. Lázaro, a audiência foi produtiva e para o começo de 2019 algumas coisas já estarão sendo encaminhadas, como por exemplo aumentar a quantidade de leitos de UTI na rede estadual e a regulação do estado e município, onde foi entendido que deveria existir uma fila unificada.

“Debatemos as questões dos pacientes em urgências urológicas, neurológicas, cardiológicas e vasculares que não estão tendo o devido atendimento de qualidade, ou seja, são encaminhados aos hospitais de bairros ou ao HUT e lá não tem a estrutura para resolver”, diz Dr. Lázaro.

“A regulação, que deveria ser em tempo hábil para transferir esses pacientes para um hospital responsável, não está acontecendo. Então foi uma audiência positiva onde chegamos a conclusão que é necessário existir essa regulação e programamos um novo encontro para discutirmos a criação dessa única central de regulação para agilizar essa fila e assim melhorar o atendimento dos pacientes aqui em Teresina”, finalizou.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Ascom