Secretário garante que o metrô será revitalizado


Sujeira nas vias dos dormentes da linha férrea do metrô, insegurança, falta de sinalização nas passagens de níveis. Essas foram algumas das reclamações feitas pelos moradores do bairro Renascença, zona Sudeste, durante audiência pública realizada na tarde desta segunda-feira, 17, no bairro.  A audiência foi proposta pelo vereador Luiz Lobão, que recebeu reivindicações da comunidade para tratar da urbanização da linha férrea do metrô, e propôs a audiência para que fossem apresentadas e discutidas soluções para os problemas.

A audiência foi proposta pelo vereador Luiz Lobão

Para tratar do assunto, estavam presentes na audiência o secretário estadual de Transportes, Guilhermano Pires, o representante da Companhia Metropolitana de Teresina, José Rutênio, o superintendente executivo da SDU-Sudeste, Isaque Menezes, líderes comunitários da região, além do deputado federal e senador eleito, Marcelo Castro.

“Além dos riscos ao funcionamento do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) por conta da péssima conservação da linha férrea, moradores da região também reclamam do acúmulo de lixo e até mesmo dos casos de insegurança nos entornos da via, já que criminosos se utilizam de uma mureta que protege a linha férrea para praticar delitos contra a população da área. Portanto, hoje, nos reunimos com todos os envolvidos com os problemas e saímos da audiência com boas perspectivas dos problemas serem resolvidos”, disse Luiz Lobão.

Os moradores do Renascença apresentaram várias reivindicações

Para Ricardo Campos, líder comunitário da região, o metrô quando chegou na região foi muito positivo, mas agora é sinônimo de problema para a comunidade. “A linha férrea está velha, os dormentes são antigos, o que pode se transformar em risco para a população. Não há também sinalização nas passagens de nível. A qualidade das paradas do metrô também são muito ruins, sem contar na sujeira da linha férrea, que parece mais um lixão a céu aberto. Então, são muitos os problemas, mas com boa vontade do poder público são de simples resolução. Estamos confiantes que após essa audiência nossas reivindicações serão atendidas”, afirmou.

O representante da Companhia Metropolitana de Teresina, José Rutênio, informou que já foi feita uma licitação pela Companhia com o objetivo de melhorar a via férrea. “Temos a previsão de até o dia 10 de janeiro de iniciar as obras que incluem troca de dormentes, recuperação da via, construção de mureta de contenção entre a linha férrea e a sarjeta, bem como realizar a limpeza do local, fazer manutenção e alinhamento da via”, esclareceu.

Já o secretário estadual de Transportes, Guilhermano Pires, destacou que os investimentos para a revitalização do metrô estão sendo feitos e que até o segundo semestre de 2019 todas as ações reivindicadas serão atendidas e contempladas no projeto de revitalização. “Temos cerca de R$400 milhões assegurados para executar o projeto de revitalização do metrô, que será realizado em duas etapas. A primeira etapa compreende a troca dos trens, revitalização da linha existente, reforma das quatro estações e segregação das linhas, com muro de proteção. A segunda etapa inclui a duplicação da linha férrea, a construção de uma ponte e a aquisição de mais trens. Essa é a maior obra de mobilidade urbana do Estado do Piauí na capital”, ressaltou.

 

 

 

 

 

Fonte: Ascom