Mais uma investigação por corrupção contra Ciro Nogueira


 

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), publicou despacho abrindo mais uma investigação contra o senador Ciro Nogueira (PP). Fachin é o relator da Operação Lava Jato no STF. A abertura de inquérito é contra 12 políticos do Partido Progressista. A acusação foi feita pela Procuradoria Geral da República, ainda assinada por Rodrigo Janot.

SEN CIRO NOGUEIRA 03O senador Ciro Nogueira e o deputado federal e lider do Governo na Câmara dos Deputados, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) são acusados de prática de corrupção passiva e lavande de dinheiro recebido indevidamente do Grupo Queiroz Galvão. Pela denúncia, os dois políticos do PP receberam cerca de 4,34 milhões de reais irregularmente.

No documento apresentado pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot é solicitado o fim do sigilo do caso.

Além do senador piauiense e do deputado federal paraibano, o ministro Edson Fachin abriu investigação contra outros 10 políticos do partido Progressista. Na oportunidade, o ministro-relator da operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, também, determinou o arquivamento da denúnicia, por falta de provas, contra  outros14 políticos progressistas.

O senador Crio Nogueira e os outros membros do PP têm 15 dias para responderem a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal.