Luis André quer candidato a prefeito no PSL


O vereador de Teresina e presidente estadual do PSL, Luis André, está preparando o partido para disputar as eleições do próximo ano na capital com candidatos fortes para o legislativo e o executivo. O ex-comandante do 25º BC, Coronel Nixon Lopes, foi convidado para disputar a prefeitura pelo PSL. Entretanto, Luis André deixa bem claro que o militar foi apenas um dos convidados para ingressar na legenda. Surpresas virão, afirma o vereador.

Moção de Repúdio

A Câmara de Vereadores de Teresina aprovou, com duas abstenções, uma moção de repúdio ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, pelo bloqueio de recursos para as universidades e os institutos federais. A proposta foi do vereador petista Edilberto Borges, o Dudu.

Abstenção

Os vereadores Edson Melo (PSDB) e Dr. Lázaro (Cidadania23) se abstiveram de votar a proposta do colega do PT. Dr. Lázaro chegou a afirmar que aquela discussão tinha apenas o objetivo de alguns parlamentares quererem fazer politicagem com a decisão do ministro da Educação. Ele considera que se deve aguardar mais para ver os resultados da ação do Governo Federal.

Congelamento

O ministro da Educação Abraham Weintraub esteve no Senado, terça-feira passada, e disse que os bloqueios do MEC não são cortes. Ele afirmou que os congelamentos podem ser revistos. O Governo Federal, através do MEC, fez um bloqueio de cerca de R$ R$ 7,3 bilhões. São cortes de recursos que vão da educação infantil à pós-graduação.

Dia do Perdão

Em breve, os teresinenses poderão cometer qualquer ato desagradável para alguém, ou alguma instituição, e ser perdoados. Ontem, na Câmara dos Vereadores, foi lido o projeto de lei de autoria do parlamentar Neto do Angelim criando o Dia do Perdão. Quando aprovada, a lei será encaminhada para o prefeito Firmino Filho sancionar.

Apoio Total

As pessoas presentes no plenário da Câmara de Teresina gostaram da ideia do vereador Neto do Angelim de criar o dia do Perdão. A data ainda não foi escolhida. Porém, já há um grupo separando as multas, dadas pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans), para que o superintendente Carlos Daniel os perdoe.

Perdão Dobrado

A intenção não é só que Carlos Daniel perdoe os motoristas multados, não. A proposta do grupo, é que os donos dos veículos que pegaram multas da Strans, também, irão perdoar Carlos Daniel. Muita gente é chateada com a Strans por causa dos radares móveis redutores de velocidade em Teresina.

E o Regimento?

Os deputados que compõe a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa iniciaram uma discussão por causa da vaga deixada pelo colega Wilson Brandão (PP), na presidência da CCJ. O PT quer resolver em um consenso ou nova eleição. Os emedebistas querem que o Regimento Interno da Casa seja obedecido.

MDB presidente

Pelo Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Piauí, com a saída do presidente de uma Comissão Permanente, automaticamente, assume o vice-presidente. Na CCJ, o vice é o deputado Henrique Pires (MDB). O problema é que as lideranças dos partidos estão pensando no nome do próximo presidente no biênio 2021/2022. O acordo foi dado para o MDB.

Governador em Brasília

Ontem, o governador Wellington Dias acompanhou os outros gestores dos Estado em um encontro com o presidente Jair Bolsonaro. A reunião foi na residência oficial do Senado. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, também, participou do almoço. Os governadores querem muitas coisas. A principal é mais atenção do presidente Bolsonaro.

Conversando

O senador Ciro Nogueira recebeu ontem, em seu gabinete, por voltas das 11h30, o governador Wellington Dias. Sobre o resultado da reunião, nenhum dos dois revelou nada. Porém, todos sabem que o assunto principal foi, na análise do senador progressista, a tentativa de cambita de Wellington Dias tentou dar nele, nas escolhas dos secretários.

Pelo DNOCS e BNB

Os deputados Francisco Limma (PT) e Gessivaldo Isaías (PRB) querem criar a Frente Parlamentar em Defesa e Preservação Do DNOCS e do Banco do Nordeste. Os parlamentares querem que a Frente tenha, no mínimo, um representante de partido ou bloco existente no legislativo estadual.

Com o Tempo

Finalmente o senador Ciro Nogueira (PP) e o governador Wellington Dias sentaram e tentaram fumar o cachimbo da paz. O encontro ocorreu no gabinete do senador piauiense, em Brasília. Nem o petista e nem o progressista revelaram os resultados do diálogo. Desde quando foram revelados os nomes dos novos secretários do governador, o clima entre os dois lideres políticos complicou. Ciro Nogueira afirmou que os progressistas estavam unidos e coesos. E garantiu que tiro dado por Wellington Dias saiu pela culatra. O petista ficou calado. Mas, a vice-governadora Regina Sousa mandou o recado: os insatisfeitos que deixem o governo. Raramente alguém abandona uma gestão no começo. O PT sabe disso. E o Progressistas, também. Mesmo sabendo que uma ferida curada deixa cicatriz, eles terão que aguentar o tempo passar.