Governo vai revidar ataques da oposição sobre empréstimos


Deputado estadual Fábio Novo (PT)
Foto: Thiago Amaral/Alepi

As críticas da oposição sobre a incapacidade financeira do Banco Brasil Plural de emprestar cerca de R$ 2 bilhões ao governo do Piauí foram rechaçadas pelo deputado estadual Fábio Novo (PT), em entrevista na manhã desta quinta-feira (19).

A exemplo do governador Wellington Dias, que ironizou a crítica dos adversários, afirmando que não é o Piauí que vai empresatr dinheiro ao banco, mas o contrário, Fábio Novo garante o Banco Brasil Plural “tem capacidade, sim” de realizar a operação de crédito.

“Ele vai atrair recursos, inclusive, de investidores estrangeiros e vai repassar com taxas de juros mais baixas que os bancos oficiais. Isso foi o que levou a equipe econômica, a Secretaria de Fazenda fazer essa opção porque nós estaremos contratando opções que são mais baratas do que os bancos oficiais”, assegurou.

Por conta do cenário da crise financeira que vive o país, prosseguiu o parlamentar petista, municípios administrados pela oposição – como Parnaíba, Piripiri e Bom Jesus – também  realizaram operações de crédito. “Eles podem fazer isso e estão certo em fazer porque no momento de crise, quando não se tem dinheiro para investimento, você tem que ir atrás de uma alternativa. E uma alternativa são os empréstimos”, entende Fábio Novo.

As medidas para superar a crise financeira são colocadas de maneira errada pela oposição justamente para criar dificuldade para o governo, reclama Fábio Novo, mas que o objetivo é justamente diminuir o desembolso de recursos do Tesouro Estadual com o alongamento dos prazos das dívidas, por exemplo.

“Um dos empréstimos é para precatório. Devemos R$ 1,5 bilhão de precatório que vem de 20 há 30 anos. Daí você imagina ter uma linha de crédito mais barata para quitar todos os precatórios. Quantas famílias estão há 20 ou 30 anos esperando seu precatório para ser recebido. Além de receberem (os precatórios) vai ser um dinheiro que vai circular no estado e volta em impostos fruto dessa circulação da economia”, acredita.

Eleição – Fábio Novo também comentou a sucessão eleitoral de 2020 e admitiu a possibilidade de disputar a prefeitura de Teresina. “Tem que deixar os nomes fluírem, a população avaliar e, no momento certo, se precisar, se faz uma prévia, mas vamos levar o nome para discussão e obviamente para que as pessoas possam conhecer a pessoa, as propostas e deixar o partido vivo nessa discussão sobre Teresina. Para mim é pra valer. Meu nome foi lembrado e sou muito agradecido. Acredito que pelo trabalho que fizemos na Secretaria de Cultura”.

Fonte: TV Cidade Verde