Elmano quer agilidade para construir pontes nos Cerrados


Em reunião na sede do DNIT nesta terça-feira (26), o senador Elmano Férrer (PODEMOS-PI) cobrou agilidade na emissão pelo IBAMA da Licença de Instalação (LI) da construção da Ponte da Amizade, na BR-235, ligando Santa Filomena-PI a Alto Parnaíba-MA, e a delegação à SEMAR-PI da competência pelo licenciamento ambiental da ponte da BR-330, que liga os cerrados piauienses a Tarso Fragoso-MA. O diretor geral do DNIT, general Antônio Leite dos Santos Filho, se comprometeu em atender os pleitos de suma importância para a produção agrícola do estado.

O Diretor-Geral do DNIT disse que vai atender os pleitos do senador

A ponte da BR-235 já foi licitada e está em fase de contratação da empresa responsável pela execução. Entretanto, seu início depende da urgente emissão da Licença de Instalação (LI). “A Ponte da Amizade será importantíssima para o escoamento de grãos do cerrado piauiense, em especial soja, milho e algodão. Localiza-se na região do MATOPIBA (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), considerada a fronteira agrícola do momento em nível nacional e, até mesmo, internacional”, afirmou o senador.

Segundo Elmano Férrer, a licença de instalação possibilitará o início das obras da ponte, resolvendo de modo definitivo o drama de transporte vivido pelos produtores locais, que hoje dependem de travessia por balsa para escoar a produção, uma operação lenta e cara, que limita a produtividade e gera prejuízos.

Outra ponte sobre o rio Parnaíba nos cerrados foi pauta da reunião do senador Elmano com o diretor do DNIT: a ponte da BR-330, rodovia ainda não implantada. Esta ponte ligará a região próxima à divisa dos municípios de Santa Filomena e Ribeiro Gonçalves, no Piauí, a Tasso Fragoso-MA.

Elmano Férrer ressaltou a importância de superar as burocracias para agilizar as obras de grande resolutividade para o Piauí. “Também tivemos uma resposta positiva do DNIT sobre esta ponte, pleito antigo dos produtores regionais. Esta ponte tem EVTEA e projeto executivo prontos e aprovados, e foi solicitado ao IBAMA há quase dois anos a delegação da competência de licenciamento ambiental à SEMAR-PI. O IBAMA sinalizou positivamente, mas até hoje não efetuou a delegação. A Associação dos Produtores de Soja do Piauí (APROSOJA) se ofereceu para custear a construção da ponte da BR-330, mas a falta de licença ambiental impede sua execução. Os produtores agrícolas não podem continuar reféns de balsas para atravessar o rio e escoar sua produção”, disse Elmano.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Ascom