Zé Santana é empossado senador

Nesta sexta-feira o ex-deputado Zé Santana assumiu o mandato de senador da República, em Brasília. Zé Santana substitui a petista Regina Sousa, que renunciou ao cargo para assumir a vice-governadoria no dia primeiro de janeiro. O senador Zé Santana ficará no Senado por 45 dias. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, prestigiou a posse do colega emedebista. Estavam presentes, também, os deputados eleitos Henrique Pires (MDB) e Oliveira Neto (PPS). Regina Sousa (PT), Ciro Nogueira (PP) e o deputado federal e senador eleito Marcelo Castro (MDB) participaram da solenidade de posse de Zé Santana.

 

Os deputados vão aceitar o voto aberto?

Por que o deputado petista Francisco Limma quer a votação na eleição para presidente da Assembleia Legislativa? Medo de traição. O deputado Fábio Novo, também, do PT que o diga. É rotineiro um parlamentar do legislativo piauiense prometer um voto e fazer o X para outro candidato. Porém, o voto aberto se torna uma forma de pressão e fiscalização aos eleitores-deputados. Isso, a Casa não vai aceitar. Francisco Limma, ligado ao deputado federal Assis Carvalho (PT), atende o pedido do amigo. Um pedido complicado de ser realizado. Essa proposta mostra que Themístocles Filho tem a reeleição confirmada.

Wellington Dias confia em quem menos desconfia

A eleição para a presidência da Assembleia Legislativa do Piauí vai promover uma reunião, neste final de semana, entre o senador Ciro Nogueira (PP) e o governador Wellington Dias. Ciro vai apresentar o nome do deputado Hélio Isaías (PP) como o candidato do Progressistas. O senador do PP quer o apoio, e a participação, de Wellington Dias na eleição da Assembleia. PP e PT unidos. Essa união, com visão no comando do legislativo estadual, foi firmado antes das eleições de outubro deste ano. Porém, o governador notou que o senador Ciro Nogueira já iniciou o papel de oposição. E não seria muito bom entregar o poder da Assembleia Legislativa para o PP. Ou melhor, para Ciro. Hélio Isaías é colega de Wellington Dias do tempo da juventude em Teresina. Seria melhor do que o deputado Júlio Arcoverde (PP). Mas, o PP com o comando da Assembleia Legislativa é preocupante para o Wellington Dias. Ter o “consenso”, com o nome do emedebista Themístocles Filho é bem melhor. Ou o novo senador Zé Santana (MDB). Wellington Dias conhece o poder de voto que o atual presidente da Assembleia tem. Na última eleição, o governador e o PT sentiu a munição de Themístocles Filho. O presidente estadual do PT, deputado federal Assis Carvalho, está aliado com Ciro. Mas, dos cinco deputados petistas, há quem não acompanhe a proposta Ciro/Assis. E tem Progressista que, também, não.

Geórgia Nunes reassume o comando da Procuradoria-Geral do Município

A advogada Geórgia Nunes vai reassumir a chefia da Procuradoria-Geral do Município de Teresina. Ela deixou o cargo para disputar a presidência da OAB-PI e terminou desistindo da disputa para apoiar o advogado Celso Barros Neto. A chapa de Celso Barros Neto ganhou a eleição. O prefeito Firmino Filho convidou Geórgia Nunes para retornar ao cargo e ela aceitou a missão. Na próxima segunda-feira (17), a advogada retoma o trabalho. Firmino Filho anunciou a novidade através da página dele no twitter.

Deolindo rodou. E rodou, rodou

A votação do Projeto de Lei que regulamenta o sistema de transporte via aplicativo em Teresina, realizado na manhã desta terça-feira (11), deu uma demonstração que muitos vereadores tinham mais interesse de sair bem na foto com os taxistas ou com os motoristas de aplicativos do que decidir, realmente, aprovar uma lei que fosse justa. Um exemplo de vereador imitando o Peru da cantora Maria da Inglaterra foi Deolindo Moura (PT). O parlamentar ficou rodando, rodando, rodando até dizer no final que a lei, que tinha emendas dele e dos colegas da Casa, era uma anomalia e que seria judicializada. O vereador petista só foi ver o projeto para transporte por aplicativo sem valor quando se viu sozinho. Ele esqueceu que tinha emendas de sua autoria aprovadas na lei. Se o projeto é uma anomalia, no entendimento de Deolindo Moura, perguntamos o que são as emendas apresentadas por ele? E o Peru rodou e rodou, rodou…

Câmaras Municipais e prefeituras com contas bloqueadas

Estão com as contas bloqueadas 22 Câmaras Municipais e 20 prefeituras no Piauí. A decisão foi tomada pelo Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI). A decisão dos conselheiros foi tomada com base na inadimplência do envio das prestações de contas deste ano. As câmaras municipais que estão com as contas bloqueadas são Assunção do Piauí, Avelino Lopes, Barros Duro, Betânia do Piauí, Caraúbas do Piauí, Jacobina do Piauí, Lagoa do Sítio, Monte Alegre do Piauí, Paes Landim, Queimada Nova, Regeneração, Ribeiro Gonçalves, Rio Grande do Piauí, Santo Antônio dos Milagres, São Francisco de Assis do Piauí, São Gonçalo do Gurguéia, São Gonçalo do Piauí, São João do Arraial, São José do Peixe, São Miguel do Fidalgo, Sebastião Barros e Teresina. As prefeituras que estão, também, com bloqueio nas contas são as de Alagoinha do Piauí, Altos, Aroeiras do Itaim, Beneditinos, Buriti dos Lopes, Canavieira, Colônia do Piauí, Fartura do Piauí, Guaribas, Lagoa do Sítio, Landri Sales, Nossa Senhora de Nazaré, Padre Marcos, Paes Landim, Pajeú do Piauí, Passagem Franca do Piauí, São João da Serra, São João do Piauí, Sebastião Barros, Vila Nova do Piauí.

Situação da Cepisa será discutida na Assembleia Legislativa

O plenarinho da Assembleia Legislativa do Piauí deve receber muitos servidores da Cepisa, nesta quinta-feira (06) pela manhã. Será realizada uma audiência pública para discutir sobre a situação da Cepisa/Eletrobras. O requerimento foi apresentado pelos deputados petistas Francisco Limma e Flora Izabel. Os servidores da Cepisa não estão gostando das demissões que surgiram com a nova gestão da empresa Equatorial Energia.

Governo informa que realiza convênios para ter servidores cedidos

O Governo do Piauí, através da Coordenadoria de Comunicação Social (Ccom), informa que o Estado realiza convênios com órgãos federais e municipais para ter servidores cedidos. É normal um órgão público solicitar a cessão de um servidor, sendo que este órgão fica responsável pela sua remuneração. No entanto, desde 2015, o Governo estadual realiza convênios para ter servidores cedidos. Esses convênios formula uma compensação, analisando os funcionários que o estado pode ceder para tal órgão. Cada instituição fica pagando os salários dos seus servidores. O governo estadual paga ao funcionário cedido somente a gratificação do cargo de chefia que assumir.

Jornalista afirma que Bolsonaro não suporta Ciro Nogueira

A jornalista Cristiana Lobo, da Globo News, durante o jornal das 16h desta terça-feira (04), declarou que o presidente eleito Jair Bolsonaro não gosta muito do senador piauiense, Ciro Nogueira. Bolsonaro foi filiado ao PP, presidido nacionalmente por Ciro Nogueira, e não conseguiu garantir a candidatura para presidente do Brasil no Progressistas. Jair Messias Bolsonaro foi eleito pelo PSL. Será se o Capitão ficou magoado com Cirim?

Joninha convida vereadores para o Avante

O vereador Joninha (Avante) decidiu trabalhar para o crescimento da sigla partidária. Ele tem mantido contato com vários colegas vereadores convidando para se filiarem no Avante. Três parlamentares estão demonstrando interesse no convite de Joninha. Enquanto isso, o presidente estadual do Avante, vereador Zé Filho, está curtindo as férias nos EUA. E o presidente do diretório municipal do partido, vereador Nilson Cavalcante, está calado.