FUMDHAM aguarda liberação total de emenda de Elmano Férrer

A Fundação Museu do Homem Americano (FUMDHAM), criado para preservar o Parque Nacional da Serra da Capivara, na região de São Raimundo Nonato, recebeu uma emenda do senador Elmano Férrer (Podemos) no valor de R$ 600 mil. A metade do dinheiro ão foi liberado e viabilizou a aquisição de um veículo 4×4 e foi utilizado para obras de infraestrutura da instituição. A FUMDHAM aguarda a liberação do restante dos recursos da emenda do senador Elmano Férrer.

Será se o vereador Dudu esta falando pela sua boca?

O vereador de Teresina, Edilberto Borges, o Dudu do PT, mesmo não podendo votar nas eleições para presidência da Assembleia Legislativa do Piauí, prevista para acontecer no dia 1º de fevereiro, tem um nome que ele considera ser o ideal para trabalhar em parceria com o governador Wellington Dias, a partir do próximo ano, no quarto governo do petista. Para Dudu do PT, o nome do deputado Themístocles Filho (MDB) é o melhor para ser, novamente, presidente do legislativo estadual piauiense. Segundo ele, o emedebista não iria dar problemas e nem preocupações para Wellington Dias. Agora não se sabe se essa é opinião 100% de Dudu ou se está divulgando o pensamento de alguém do Palácio de Karnak.

Rejane Dias e Dudu discutem projetos para Teresina

O Centro Integrado de Reabilitação (CEIR) vai receber cerca de R$ 1 milhão para suprir as necessidades de prótese e materiais ortopédicos e acabar com a fila de espera. A informação foi dada pelo vereador Dudu do PT. Ele esteve reunido, na manhã desta segunda-feira (12) com a deputada federal Rejane Dias (PT) tratando sobre esse tema e outros de interesses para Teresina. Os dois discutiram, também, sobre o planejamento dos mandatos para que sejam viabilizados novos projetos para a cidade verde.

Dom Inocêncio e os “Votos do Asfalto”

O jornalista Gustavo Almeida, que trabalha no site Política Dinâmica, publicou nas redes sociais um artigo com título “OS VOTOS DO ASFALTO”. A redação, ou porque não afirmar um protesto melancólico, mostra o verdadeiro descaso por que passou e passa a população de Dom Inocêncio, cidade situada a 620 Km de distância da capital, Teresina. A cidade é terra natal do jornalista. No artigo, o jornalista coloca a enganação que foi feita com o povo inocentino com a promessa de asfaltar a rodovia de acesso ao município. Em agosto deste ano, máquinas chegaram no município para concluir o tão esperado asfalto da estrada. Wellington Dias ganhou a eleição espetacularmente em Dom Inocêncio. Marcelo Castro também. E a população ainda espera menos de 20 km de asfalto para concluir a rodovia. Descrever sobre o desencanto descrito pelo jornalista Gustavo Almeida pouco vai mostrar o sentimento da população de Dom Inocêncio pelo descaso dado pelo governo Wellington Dias. O melhor é ler “OS VOTOS DO ASFALTO”.

Confira abaixo:

OS VOTOS DO ASFALTO

Dia 16 de agosto de 2018: começa oficialmente a campanha eleitoral. Dia 17 de agosto de 2018: recomeça a obra do lendário asfalto de Dom Inocêncio “pela trecentésima vez”. Máquinas chegam ao município e a notícia corre solta naqueles rincões esturricados.

A falta de asfalto na sua principal via de acesso impõe ao povo do nosso município de Dom Inocêncio um sofrimento histórico. São 20 anos de mentiras, enganações e humilhações para com uma gente simples que vive encravada no meio do semiárido. Era máquina demais chegando!

Aqueles mais antenados já sabiam: era só para enganar e conquistar os votos do nosso povo. Uma minoria local, também acostumada a enganar nossa gente, fez coro de que agora a obra seria concluída, afinal, faltava bem pouco. O governador era “bom danado” e iria terminar.

A estrada é a mesma que foi destaque no Jornal Nacional em março deste ano, ocasião em que a humilhação a que nossa gente é submetida foi mostrada para todo o Brasil. Quem não lembra dos moradores em rede nacional escalando uma ponte sem cabeceiras?

Pois bem! O governador Wellington Dias (PT), pela primeira vez, não foi a Dom Inocêncio numa campanha eleitoral. Talvez tenha ficado com receio da repercussão ou achado que as máquinas trabalhando seria suficiente. De fato, foram! Talvez não só elas, mas foram!

O governo deu uma lapada na oposição em Dom Inocêncio, daquelas do caba sair zonzo. Wellington teve 72,38% dos votos válidos. Marcelo Castro (MDB), candidato a senador cuja família é dona da construtora Jurema, a executora da lendária obra, também cantou de galo por lá.

A recompensa não demorou muito. Não deixaram nem passar o mês de outubro. A obra já está totalmente parada. As máquinas estão sendo levadas embora e os trabalhadores dispensados. Por lá, só ficou a esperança de um povo de que, desta vez, a obra seria concluída.

Até quando vão tratar Dom Inocêncio assim? Somos humilhados quando a propaganda oficial informa repetidamente que 97% das cidades do Piauí têm ligação asfáltica. Nos obrigam a ver isso o tempo todo para sentir a decepção de fazermos parte dos miseráveis 3%.

No ano de 2018, mais uma vez, o voto chegou de asfalto. Já nós inocentinos, seguimos pela terra.

Gustavo Almeida
– Jornalista –

Virou moda documento para salvar o Piauí

Logo que o presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, apresentou um plano de redução de gastos públicos para o governador Wellington Dias (PT) fazer no seu quarto mandato, a partir do dia 1º de janeiro de 2019, surge uma série de comentários e até de novas propostas de ajuda para o petista governar o Piauí. Na Câmara de Vereadores de Teresina, o vereador Aluísio Martins (PP), na semana passada, disse que o governador Wellington Dias deve fazer um corte nos cargos e pastas. Nesta terça-feira, o vereador Edilberto Borges, o Dudu do PT, vai apresentar 13 sugestões para o senador Ciro Nogueira. Uma resposta “carinhosa” ao documento apresentado pelo progressista ao governador petista. O vereador Dudu pretende colocar questões de transparência à ações de mandato, as execuções de emendas pessoais e de mandato do senador Ciro Nogueira. Para completar, o MDB, após reunião dos caciques nesta segunda-feira, vai apresentar outro documento para o governador Wellington Dias. A intenção é ajudar o petista a governar o Piauí no período de 2019 a 2022. O interessante é que ninguém, nenhum dos partidos aliados de Wellington Dias nas eleições, lembraram de dar dicas de como governar o Piauí com a presença da crise econômica e política existente no estado e no país. Entregar agora cargos, sugerir cortes de DAS e/ou redução de secretarias é um tanto decepcionante para o povo entender o que realmente os políticos desses partidos aliados e do PT queriam antes do dia 4 de outubro. O Piauí Fashion Week que se cuide.

Oposição se reúne se preparando para 2019

Os deputados estaduais reeleitos Gustavo Neiva (PSB) e Marden Menezes (PSDB) estiveram reunidos,nesta terça-feira (30), com a deputado estadual eleita e vereadora de Teresina, Teresa Britto (PV). Na pauta do encontro estava a composição da oposição ao governo estadual no próximo ano e o Orçamento para 2019. A articulação da oposição já está sendo notada.. Porém, ainda não houve conversa com o deputado Evaldo Gomes (PTC), que também foi eleito como candidato da oposição ao governador Wellington Dias (PT). O deputado tucano, Marden Menezes, declarou que os encontros dos parlamentares oposicionistas estão “construindo um bloco parlamentar qualificado, de defesa da sociedade piauiense para a próxima legislatura”.

Fábio Abreu preocupado com o abastecimento dos carros da polícia

O deputado Fábio Abreu (PR), mesmo tendo deixado o comando da Secretaria de Segurança Pública no semestre passado, tem demonstrado preocupação com a sua ex-pasta. O problema do reabastecimento de combustível para as viaturas da Polícia fez o deputado federal se reunir com o secretário estadual de Fazenda, Rafael Fonteles. Fábio Abreu está preocupado com o trabalho dos policiais em Teresina e no interior do Estado. O deputado federal aproveitou e tratou sobre a liberação do dinheiro para a conclusão da obra da delegacia de Canto do Buriti.

Fernando Monteiro não quer fechamento de posto fiscal

A ameaça do fechamento do Posto Fiscal de Santa Filomena, município a 927 Km de Teresina, fez com que o deputado Fernando Monteiro (PRTB) solicitasse ao Governo do Piauí os motivos dessa possível ação. O questionamento ocorreu durante a sessão na Assembleia Legislativa, na manhã desta quarta-feira (24). Fernando Monteiro lembrou que Santa Filomena está passando por um processo acelerado de crescimento e expansão agrícola. O parlamentar lembra que o posto fiscal é de grande importância, pois a região está crescendo. O fechamento do posto está deixando os produtores agrícolas e os moradores da região intranquilos.

Themístocles Filho fala para Ciro cuidar do Senado Federal

O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho (MDB), declarou que só vai responder as declarações do senador Ciro Nogueira (PP) sobre a sua gestão no legislativo Estadual e a eleição para presidente da Casa, somente após o segundo turno. Themístocles Filho disse que o senador Ciro Nogueira deve cuidar é do Senado.

 

 

Ciro Nogueira se torna favorito para ser presidente do Senado

O senador piauiense Ciro Nogueira (PP) está com o nome cotado para ser o próximo presidente do Senado Federal. O senador alagoano Renan Calheiros (MDB) se reelegeu e já avisou através do seu Twitter que não pretende disputar a eleição para o comando do Senado. Renan Calheiros vai fazer 32 anos de mandato de senador. Com a desistência do alagoano, o nome de Ciro Nogueira fica forte na disputa para a presidência da Casa. Ciro Nogueira é bem articulado politicamente no Congresso Nacional. O Progressistas, partido que preside, é um dos maiores do Senado. As chances para o Piauí ter o chefe do Senado a partir de 2019 são grandes.