Marcelo Castro não colocou o dedo no DNIT

O deputado federal e senador eleito, Marcelo Castro (MDB), não teve nenhuma participação na indicação de Luis Guilherme (esposo da sobrinha de Castro) para uma direção do DNIT. Os fiéis aliados de Bolsonaro, no Piauí, ficaram chateados e reclamando sem motivos. Luis Guilherme é funcionário concursado do DNIT e muito respeitado pelos diretores da instituição pública. O “QI” (Quem Indica) de Luis Guilherme foi a competência dele. Marcelo Castro ganhou esse ponto por bom comportamento.

Quem tem voto, tem valor, tem cargo

A política do Piauí é interessantíssima. Esta semana, a novidade foi que o marido da sobrinha do deputado federal e senador eleito, Marcelo Castro (MDB), foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para comandar o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT. A polêmica colocada foi por que o tio da esposa do escolhido para o DNIT, era um político que fez a campanha e votou no candidato do PT, Fernando Haddad, para presidência do Brasil. O nomeado para o cargo do DNIT é Luis Guilherme Rodrigues de Mello. E vale lembrar que o presidente Bolsonaro vai precisar da Câmara dos Deputados e do Senado. Dia primeiro de fevereiro, o emedebista Marcelo Castro se assume sua cadeira de senador. O presidente precisa do parlamento. Marcelo Castro foi eleito. Quem não tem voto, não tem valor. Reticências e ponto final.

Fábio Abreu destinou R$ 87 milhões para 112 municípios

No período de 2015 a 2018, o deputado federal Fábio Abreu (PR) encaminhou recursos de cerca de R$ 87 milhões para 112 municípios piauienses. Abreu destinou para a saúde mais de 52 milhões de reais. Para a segurança, área bastante ligada ao deputado do PR, foram encaminhados 13 milhões de reais. E o restantes para outros setores. A expectativa é que nesse segundo mandato, mesmo assumindo a secretaria estadual de Segurança Pública, Fábio Abreu possa destinar suas emendas para dezenas de municípios.

Elmano é convidado, por Bolsonaro, para almoço com presidente argentino

O senador Elmano Férrer está com moral no Palácio do Planalto. Ele foi convidado pelo presidente Jair Bolsonaro para um almoço com o presidente da Argentina, Mauricio Macri. Na oportunidade o senador do Piauí defendeu a importância da integração regional da America latina, através do Mercosul, e também do fortalecimento na relação com a Argentina.

Servidores fazem abaixo-assinado favorável a Themístocles Filho

Os servidores da Assembleia Legislativa do Piauí ( ALEPI) estão fazendo um abaixo-assinado favorável a permanência do deputado Themístocles Filho (MDB) na presidência do legislativo estadial. Os funcionários da Assembleia Legislativa declaram que o emedebista tem sido um bom gestor. Eles deixam claro que Themístocles Filho não é o consenso apenas dos deputados. Os servidores querem que Themístocles Filho continue presidente da Assembleia Legislativa do Piauí. O deputado João Mádison disse que esse ato dos funcionários é um reconhecimento do excelente trabalho que vem sendo realizado por Themístocles Filho na Assembleia Legislativa.

Serão chamados menos de 5 deputados federal e estadual para secretarias

O secretário estadual de Governo, Merlong Solano, durante a visita do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao governador Wellington Dias há alguns dias, disse que o número de deputados que iriam assumir secretarias seria menos de cinco. Na manhã desta quarta-feira (16), no escritório da residência do governador Wellington Dias, durante a solenidade de transmissão da chefia do governo para a vice-governadora Regina Sousa, Merlong Solano revelou que o pequeno número de parlamentares no 1º escalão do governo é somando os federais e estaduais. O deputado federal Fábio Abreu já está garantido na Segurança Pública.

Deputado Limma demonstra tranquilidade sobre a decisão do TRE

O deputado estadual Francisco Limma (PT) enviou uma nota sobre a notícia de que estar inelegível, por decisão do Tribunal Regional Eleitoral, através do juiz eleitoral da 20ª zona eleitoral, Maurício Machado Queiroz Ribeiro. Na nota, Limma coloca que ainda “não fora intimado da setença da referida Ação de Investigação Judicial Eleitoral”. Francisco Limma informa ainda que o trabalho realizado pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), no município de São João do Piauí, foi realizado “dentro dos prazos legais que a lei eleitoral estabelece”. O deputado petista afirmar estar tranquilo sobre o caso e que sua assessoria jurídica está tomando as providências legais para a averiguação que o caso requer.

Confira a nota oficial do gabinete do deputado Francisco Limma:

Sobre matéria veiculada, citando o nome do Deputado Estadual Francisco Limma (PT-PI), o parlamentar informa que ainda não fora intimado da sentença da referida Ação de Investigação Judicial Eleitoral – AIJE, que tramitou na Comarca de São João do Piauí, envolvendo a candidatura do Prefeito Gil Carlos e algumas SUPOSTAS condutas vedadas imputadas àquele gestor.

O Deputado, contudo, tomou conhecimento – informalmente – de que, dentre as condutas investigadas na Ação, existe um convênio firmado entre a Prefeitura de São João do Piauí e a Secretaria de Desenvolvimento Rural – SDR -, à época dirigida por Limma, mas tudo dentro dos prazos legais que a lei eleitoral estabelece.

O Deputado Francisco Limma informa, ainda, que a sua assessoria jurídica está tomando as devidas providências legais para a averiguação que o caso requer e, se necessário, entrará com as medidas cabíveis para esclarecer os fatos e assegurar que a lei e os direitos individuais sejam respeitados.

Atenciosamente,

Gabinete Parlamentar Deputado LIMMA.

Wellington Dias cobra dinheiro da venda da Cepisa

O governador Wellington Dias esteve, nesta terça-feira (15), reunido com o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira, em Brasília. Na pauta da reunião estava o débito que a União tem com o governo piauiense ao vender a Cepisa. A equipe econômica do governador Wellington Dias calcula que o Piauí deve receber mais de 500 milhões de reais. Porém, até agora não recebeu um centavo. O secretário estadual de Fazenda, Rafael Fonteles, acompanhou o governador. O processo está no Supremo Tribunal Federal (STF). Wellington Dias tratou, também, sobre o programa Luz Para Todos. O governador considera esse programa importante para os piauienses.

TRE torna deputado Francisco Limma inelegível

O deputado estadual Francisco Limma (PT) está inelegível, por oito anos. A decisão foi do juiz eleitoral da 20º zona eleitoral, Maurício Machado Queiroz Ribeiro. O magistrado decidiu, também, cassar os diplomas do prefeito e vice-prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos e Dante Quintans, respectivamente. O caso é uma ação de investigação judicial eleitoral de abuso de poder econômico e político ocorrido nas eleições municipais de 2016. Nesse período, o deputado Francisco Limma ocupava o cargo de secretário estadual de Desenvolvimento Rural (SDR) e foi investigado sobre a implementação de abastecimento de água na localidade Formosa II, em São João do Piauí.

Qual o valor eleitoral desse aperto de mãos?

No início da noite desta segunda-feira (07), o governador Wellington Dias (PT) recebeu o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), em seu gabinete no Palácio de Karnak. Na pauta, segundo assessores dos dois políticos, informaram que foi a visita do presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM), nesta terça-feira. Maia terá um encontro com o governador petista. Ele quer voto dos parlamentares federais piauienses para a sua reeleição na presidência da Câmara dos Deputados. E com certeza, os dois conversaram também sobre a eleição do dia 1de fevereiro para a presidência do legislativo estadual. Themístocles Filho é candidato a reeleição para mais um mandato. A dúvida que surge é sobre o cumprimento entre os dois com um aperto de mão. Uns dizem que foi o governador dizendo que não irá se meter na eleição da Assembleia Legislativa. Outros garantem que foi Themístocles Filho informando que estava desistindo da candidatura. Em qual das duas opções você aposta?