Dudu denuncia golpe na democracia do PT


Após polêmica envolvendo o vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT), e o  rompimento de um possível consenso com a candidatura do deputado federal Assis Carvalho (PT) para a presidência do Diretório Estadual do PT.  O vereador Dudu voltou a atacar o grupo de seu opositor na eleição interna da legenda.

Vereador afirma haver golpe interno no partido

O impasse agora se dá por conta da rejeição de novos filiados por parte do grupo do deputado Assis Carvalho.

Segundo o vereador, “em Teresina nos temos 2.500 filiados, e o partido quer rejeitar”. Para Dudu, a explicação para o interesse do grupo de Assis Carvalho em recusar as novas filiações  é explicada porque  essas 2.500 filiações garantem sua vitória na presidência estadual do PT.  “Eles estão com medo disso”, destaca o parlamentar petista.

O julgamento de 350 recursos solicitando a filiação ao Partido dos Trabalhadores ocorre nessa quarta-feira (21). Segundo o parlamentar, a rejeição das novas filiações pelo grupo de Assis Carvalho configura um “golpe na democracia interna do partido”.

Conforme o vereador “estão excluindo porque sabem que com 2.500 nós garantimos uma  vitória esmagadora da nossa chapa com Magalhães aqui em Teresina”.

Vereador Dudu finaliza mandando um recado para o grupo opositor: “Assis, pegue seu grupo e coloque a mão na consciência. O PT é feito por todos, nós não temos um pensamento único nesse partido”.