Deputadas classificam hospitais regionais como estribaria e matadouro


A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Piauí esteve, nesta segunda-feira (27), visitando os hospitais regionais de Floriano e Picos, Tibério Nunes e Justino Luz, respectivamente. A comissão formada pelos deputados Francisco Costa (PT), Gustavo Neiva (PSB), Lucy Soares (PP) e Teresa Britto (PV) constatou paralisação de obras nos hospitais, atraso salarial dos funcionários e atendimento precário para os pacientes.

Na visita ao Hospital Regional Justino Luz, em Picos. Os parlamentares constataram a paralisação de obras da segunda etapa da urgência, das alas A (obstétrica) e B (clinica médica) e do Centro de Partos Normais. O hospital também tem déficit orçamentário de R$ 600 mil por mês para custeio.

As parlamentares conversaram com os pacientes do Hospital Regional Justino Luz, em Picos

Durante a vistoria, os parlamentares encontraram problemas de higienização, infraestrutura, superlotação e atraso de três meses nos salários de terceirizados e contratados.

A presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Piauí, deputada Teresa Britto, considerou chocante algumas constatações feitas pelos deputados. “Esse hospital parece uma estribaria em alguns setores, algo realmente chocante e que reflete um total descaso do Governo do Estado com a Saúde pública. Vamos alertar todas as autoridades e ampliar essa fiscalização não só em Picos, mas em todos os hospitais regionais”, afirmou a parlamentar do PV.

A presença de pacientes nos corredores dos hospitais foram cenas comuns em Picos e Floriano

Em Floriano, no Hospital Regional Tibério Nunes, Os parlamentares vistoriaram as dependências e conversaram com pacientes e profissionais sobre os problemas do centro de saúde.

A deputada progressista Lucy Soares ficou assustada com o que presenciou no hospital. “Visitamos o hospital para conversarmos com a população e com os profissionais de saúde na intenção de conhecermos a real situação em que se encontra. E o que a gente vê aqui é um matadouro! Infelizmente é isso que está acontecendo. Eu estou tão assustada…Todo mundo que veio nessa comitiva deve sentir a mesma coisa que eu, pois a situação é precária, revoltante”, desabafou Lucy Soares.

Em Floriano, os deputados conversaram com os funcionários do Hospital Regional Tibério Nunes

Durante a visita, os deputados constataram um déficit de custeio mensal do Hospital de R$ 1,1 milhão, além de uma dívida acumulada de R$ 7 milhões. Também foi relatado, aos parlamentares, o atraso de três meses nos salários, superlotação e falta de insumos básicos para atendimentos dos pacientes.

“Até colchonete para as macas estão em falta. As equipes médicas e de enfermagem, além dos demais servidores, estão de parabéns pela dedicação e compromisso com a saúde da população, mesmo com salários atrasados, falta de insumos e uma péssima estrutura. Ouvimos o relato de um paciente que está internado em uma cadeira por falta de leito há 28 aguardando cirurgia. Nós realmente ficamos chocados com o que vimos”, declarou a deputada Teresa Britto.