Câmaras municipais e prefeituras têm contas bancárias bloqueadas


As câmaras de vereadores de 23 municípios do Piauí estão com as contas bancárias bloqueadas. A decisão foi tomada pelo Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) por elas não terem entregues as prestações de contas referentes ao ano de 2018. A decisão foi tomada na sessão plenária desta quinta-feira (04).

O Pleno do TCE atendeu a solicitação do Procurador-geral do MP de Contas

As prefeituras de 14 municípios, dois Regimes Próprios de Previdência Social e um consórcio municipal, também, tiveram o bloqueio das contas pelo mesmo motivo.

Com a medida, os gestores ficam impedidos de fazer pagamentos, saques e outras movimentações bancárias. O desbloqueio só é autorizado após a regularização da situação junto ao TCE.

O bloqueio foi solicitado pelo procurador-geral do Ministério Público de Contas, Leandro Maciel do Nascimento, e aprovado por unanimidade pelo Pleno do TCE-PI.

Confira a lista dos Municípios com determinação de bloqueio:

CÂMARAS MUNICIPAIS:
Campinas do Piauí, Capitão de Campos, Caraúbas do Piauí, Conceição do Canindé, Curralinhos, Dom Inocêncio, Fartura do Piauí, Guaribas, Jacobina do Piauí, Jatobá do Piauí, Nova Santa Rita, Olho D Água do Piauí, Palmeira do Piauí, Pio IX, Prata do Piauí, Regeneração, Santo Antônio de Lisboa, Santo Antônio dos Milagres, São Gonçalo do Piauí, São Raimundo Nonato, Sebastião Barros, Simplício Mendes e Várzea Grande.

PREFEITURAS:
Altos, Arraial, Campo Maior, Capitão de Campos, Cristalândia do Piauí, Curralinhos, Lagoa Alegre, Passagem Franca do Piauí, Pimenteiras, Piripiri, Regeneração, Santo Antônio dos Milagres, São João da Fronteira e São João da Varjota.

REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL – RPPS
Capitão de Campos e Piripiri.

CONSÓRCIO:
Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Território dos Cocais.